segunda-feira, 18 de maio de 2009

Valinhos, 18 de maio de 2009 às 4h36min.
Palácio {quase} Lilás


Meu final de semana foi ótimo!
Fui pro ABC, vi os amigos, fui pra são Paulo, participei da noite da pizza, fui pra balada, almocei muito bem nos dois dias.
Penso que voltei mais gorda, mas não tive coragem de subir na balança do banheiro!
Mais detalhes mais tarde!

Vou ter prova na faculdade, de todas as disciplinas, na terça- feira!
“Boa sorte não, boa inteligência!” {Gabi Gordinhá}

Tenham todos uma ótima semana!

__________*__________


São Paulo, 16 de maio de 2009 às nove horas em ponto.
Ônibus Lira – a caminho da capital paulista


Limite

Posso dizer que sou uma pessoa sem limites.
Limites me incomodam, fazem eu me sentir burra e aprisionada.
Gosto de desafiar esses limites: até onde posso ir? Não posso fazer de outro jeito? Não posso ir além?
Regras pedem para eu quebrá-las.
Eu vou sempre tentar ir além, além do que já foram, além do eu já fui, além do que eu imagino ser capaz de ir!
Não venha colocar limites nos caminhos que eu já sei que posso percorrer.
Limites, regras, costumes, diretrizes, doutrinas, tudo isso para que se a vida é tão curta?
Eu não tenho medo de tentar, não tenho medo de ir além, não tenho medo de me arriscar.
Tenho medo de errar, tenho medo de decepcionar que eu amo, tenho medo que você diga que me ama!
Dizem que quem tem medo de morrer não acredita em deuz, e se pensar por este ponto de vista, acho que eu acredito e até demais.
Claro que eu me preocupo com a minha vida, não vou sair por ai fazendo coisas que propiciem a pós-vida! Mas eu gosto de fazer coisas inusitadas e que gerem algum tipo de emoção. Gosto de fazer as coisas na hora que eu quero e do meu jeito {Luiz que o diga!}, e não me limite, não me impeça, não me aprisione, não me vigie, não me persiga, não me critique!
Deixe apenas que eu viva, se quiser venha comigo, mas deixe que eu aprenda a andar sozinha, mesmo que antes que o faça eu caia algumas muitas várias vezes.
Eu e os limites impostos pelo mundo... Até onde eu iria?
Até onde eu conseguisse, até o fim do mundo se este fosse o mais longínquo dos lugares!
E não me prive de pensar, eu gosto disso!

4 comentários:

Olavo disse...

Limites..tive que impor alguns na minha vida..
otima semana
Beijos

Loira e Morena disse...

Hummm, pelo jeito o fim de semana foi bom demais en! Depois quero saber detalhes..heheh
Quanto ao limeite, ninguem te segura en menina..hehe
Tenha uma otima semana e boa sorte na prova!

Beijaooo da Morena!

Crisenta disse...

sou mto parecida com vc nessa questão de preservar minha liberdadee de impor os meus proprio limites... mesmo que isso implique em correr mais riscos, ja disse uma vez isso na no blog meu lema e carpe diem... querida agradecer pela força la no blog em relaçao a cirurgia, graças a deus ja fiz e esta tdo bem cmg =)
vc viu o URL do template q te mandei? o que vc achou?
beijos

Gurizinho disse...

Queria eu ter essa coragem para fazer o que ninguém espera...

Para ir além...