sábado, 27 de fevereiro de 2016

CRONOGRAMA DE ESTUDOS

1° GRAU DA MAGIA

Meditação e Altar
Sonhos
Feitiços e Livro das Sombras
Luas
Óleos e Incensos
Cristais
Velas
Chakras
Os 4 Elementos e Elementais
Poções (Ervas e Flores)
Símbolos da Magia
Mantras
Rituais
Níveis da Magia

Entidades Espirituais
Vsualização e Energia
Inquisição
Origem da Wicca
Pincípios da Wicca
Neo-Paganismo
Panteão Egípcio
Panteão Nórdico
Panteão Celta
Panteão Grego
Wicca - Tradições
Criando Magia
Instrumentos Mágicos
A Magia da Lua
Conexão com os Deuses

Celebrações
1 Sabath de Samhain
2 Sabath de Imbolc
3 Sabath de Lammas
4 Sabath de Mabon
5 Sabath de Ostara
6 Sabath de Yule
7 Sabath de Litha
8 Sabath de Beltane
9 Esbath de Lua Cheia
10 Esbath de Lua Crescente
11 Esbath de Lua Nova a
12 Esbath de Lua Minguante

Simbologia
13 O Pentagrama
14 A Triluna
15 O ANKH
16 O Olho de Hórus
17 A Triskle
18 A Vésica Piscis
19 Simbolos Rúnicos de Proteção
20 Simbolos Rúnicos de Prosperidade

2º GRAU DA MAGIA

Magia elemental
1 Pirâmide das Bruxas
2 Elementais
3 Magia com a terra
4 Magia com o ar
5 magia com a agua
6 magia com o fogo
7 Criar feitiços
8 Manipular elementos

Feitiços e encantamentos
9 Curando com as mãos
10 Magia do amor
11 Magia da saude
12 Magia da prosperidade
13 Magia de cozinha
14 Ancestrais
15 Magia com cores
16 Transmutação de energia

Magia de controle
17 Energia positiva
18 Energia primitiva
19 Energia negativa
20 Exorcismo pagão
21 Altar menstual
22 Contra- feitiços
23 Iniciação sacerdotal
24 Engregoras

Instrumentos feitiços e introdução
25 Magia com imagens
26 Feitiço com madeira
27 Feitiço com ervas
28 Feitiço com pedras
29 Criando simbolo de proteção
30 Canalização e cones de poder
31 Magia com nós
32 Palavras de poder e controle

Livros:
http://1drv.ms/1ORI9Rx

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016


Em um papo informal com outra bruxa, eu explicava isso a ela e achei ideal colocar aqui no blog, a escrita está bem informal, não é a forma a qual eu escreveria no blog geralmente, mas é uma postagem especial, então assim ficará. Com certeza ela sempre será de grande valia a mim!


Alfa e a Contagem Regressiva de Cristal


Preparação


É bom ter um lugar reservado pra meditar, onde você possa se sentar confortável e não seja interrompida. Uma volta brusca devido há algum susto pode fazer você ficar muito confusa, com dor de cabeça, se sentir fora do corpo e te deixar desprotegida, é como acordar de um sonho com um susto. Esteja descansada, porque eu já dormi em meditações por estar cansada!
Se você quiser pode reservar um horário diário pra treinar, treinar seu poder todos os dias fará que você tenha uma evolução gradual e constante. Você não perde o que aprende.
Ainda falando da preparação, se você tiver um lugar ao ar livre, com árvores e terra você vai sentir a diferença na concentração. Se você estiver em casa pode colocar um incenso suave de lótus ou rosa branca que ajudam na concentração. Som de árvores, pássaros, água.
Ou você pode não fazer nada! Simplesmente sentar em silêncio. Você testa! Vê o que faz você se sentir melhor. Cada um tem sua magia, e ela se manifesta de forma diferente.

Contagem Regressiva de Cristal



Já em sua posição e local adequados, você fecha os olhos e mentaliza uma tela branca, uma lousa, uma folha branca. Com o tempo e dependendo das suas aptidões em se concentrar você vai conseguir uma sala branca ou plano inteiramente branco, que é o ideal.
Nessa tela branca você vai desenhar os números de 7 a 1, cada número com a sua cor. Preste muita atenção em cada número, cada detalhe, como ele se desenha.
Em geral os números mudam de um dia pro outro, dependendo de como você está. Não se preocupe em manter um padrão sempre igual, o importante é que eles sempre estejam coloridos cada um em sua cor.

7 em vermelho
6 em laranja
5 em amarelo
4 em verde
3 em azul
2 em índigo
1 em violeta

Após visualizar cada número em sua cor, você vai contar de 10 a 1 calmamente...
10 - 9- 8- 7- 6- 5- 4- 3- 2- 1
Diga ou pense: Estou agora em alfa, e tudo o que fizer será acurado e correto, e assim é.

Caso tenha dificuldade pra se concentrar e enxergar os números com clareza, não se desaponte, é normal, se quiser, pode fazer o treino somente até esse ponto, ou ir parando até antes.
Eu aconselho que você pratique a visualização clara e nítida de um número por vez/dia, quando visualizar bem um deles, você parte para o próximo na seqüência. Isso independe do tempo, é tudo no SEU momento, quanto mais facilidade você tiver em ver a tela branca e os números, maiores serão seus poderes de projeção.
Se você começar e sentir que tem facilidade, excelente!!! É só prosseguir!

Meditação/Criação em alfa

Sugere-se que nos primeiros exercícios em alfa você crie em sua tela coisas bem simples.
Quando comecei foi me sugerido ver uma maçã (que é uma fruta sagrada com forte influência na magia).


Crie a maça, veja a maça, repare em cada detalhe, na cor, nas ranhuras, no cabinho ou na falta dele, repare bem nela, faça isso calmamente, aprecie a maçã.

A nossa mente não cria nada, ela capta de algum lugar, então é bem provável que você já tenha visto essa maçã algum dia e não se lembre.
A cada dia sua mente pode/deve criar uma maçã diferente!
Com a prática você pode até criar maçãs que estão em uma banca na Índia (li isso uma vez!), porque sua mente pode captar informações de qualquer lugar do mundo.
Depois de analisar muito bem a maçã, reparar em cada detalhe, limpe a sua tela branca.
Você pode usar suas mãos pra criar as coisas na tela, como escrevendo. Ou você pode fazer apenas com o pensamento.

Finalizando sua meditação

Antes de sair de alfa tem duas coisas que são muito importantes que você faça:
1- se limpar.
2- voltar regressivamente, como você entrou.


Se sair bruscamente sem se limpar e/ou fazer a contagem você pode ter uma sensação de desconforto, que eu falei antes. E pode trazer energias inadequadas a você.
Faça o seguinte, ainda em alfa, coloque a mão pouco acima da cabeça, a palma para baixo, desça sua mão, passando em frente ao seu rosto, continue descendo a mão passando pelo peito, barriga, até o final do tronco sempre em direção aos seus pés. Ao final do movimento vire a mão para fora do corpo, retirando assim qualquer coisa atraída sem querer.
Diga: "Estou me curando e a minha saúde está totalmente desobstruída. ''
Em seguida, conte de um a dez desta vez e depois de um a sete.
Para voltar de alfa não precisa ver os números em cores. E com o tempo ao pensar nos números eles já surgirão coloridos.
Conte devagar, e retomando aos poucos a noção do espaço que você está.
Eu sugiro que ao terminar a contagem, antes de abrir os olhos, você mexa seus dedos das mãos e pés devagar pro seu corpo te reconhecer novamente. Abra os olhos devagar e olhe ao seu redor para se ajustar novamente ao lugar onde você esta e voltar a sua realidade.


Bom, isso é o inicio. Só o início!


A bruxa Laurie Cabot indica que se faça essa meditação todos os dias, durante cinco semanas, PELO MENOS, a fim de aperfeiçoar a técnica de entrar em alfa, pra você fazer com segurança e conforto, para depois passar para outras experiências e criações em alfa.


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016


Tenha um bom coração, mas não bobo, bom!


Um bom coração aprende com tudo que sente, um bom coração aceita até o mais diferente, um bom coração perdoa até quem não pediu perdão e não faz questão de ser perdoado, um bom coração chora, mas não por mais de um dia pelo mesmo motivo, um bom coração sabe encontrar outros bons corações, um bom coração sabe que uma dor requer uma cura, o bom coração ama e sabe que o amor está dentro.
E o bom coração sabe o que te faz bem e sabe fazer o bem .



quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Já estive em muitas tribos, mas não pertencia exatamente a nenhuma delas.
Desde sempre, desde que me entendo como um ser na sociedade, busco minha tribo.
Passei minha vida pingando de um grupo a outro, tentando me encaixar em algum deles, buscando pessoas como eu. Mas ainda hoje, sinto me frustrada por não ter o meu grupo.
A cada dia, numa tentativa mais desesperada que a outra pra me adequar a algum.
Tenho pessoas! Ótimas pessoas em minha vida, pessoas com as quais me identifico, pessoas pelas quais tenho grande apreço, mas incapazes de juntos criarmos um clã. Algumas nem se conhecem, outras são perdidas como eu, outras são apenas solitárias e vivem em seu próprio mundo, outras pertencem à um outro destinto clã (o qual com certeza já tentei fazer parte).

Talvez meu clã seja as senhorinhas do artesanato, criativas, mirabolantes, dão jeito em tudo, contam histórias como ninguém, gostam de tardes mornas, têm muito a ensinar.

Já tentei me adequar aos grupos das pessoas queridas, mas não consigo me encaixar, apesar de bem vinda, sinto a relação com o grupo como um laço frouxo, faltando aquele ajuste final para tornar as duas pontas num conjunto perfeito.

Conheço pessoas que vivem num minúsculo clã, três, no máximo quatro pessoas, consanguíneos, vivem harmonias e turbulências numa mesma casa, fazem eventos de quatro convidados.
Não vejo como modelo ideal, até porque creio que nasci nesse modelo de grupo fechado.

Já tentei grupos profissionais, grupos por curso ou atividade em comum, já tentei grupo religioso, grupo voluntário, até grupo forçado, já pensei em encarar uma outra religião só pra ter um bom grupo. Isso se chama desespero!

Grupos saem juntos sem esforço, gostam de estar juntos, fazem noite da pizza, da pipoca, do banco imobiliário, do carteado e do bate papo. Se gostam, compartilham interesses, experiências e conhecimentos. Ficam juntos só por ficar, gostam um dos outros e se sentem em boa companhia. Criam um mundo só deles, uma linguagem própria, piadas internas, códigos secretos, lugares próprios para se reunirem, viajam juntos, constroem história juntos [este último fato torna dificílima a entrada de um novo integrante no grupo, eles tem um passado juntos, e o novato (eu em todos os grupos!), se sente perdido e alheio ao grupo até conseguir fazer parte da história do grupo (isso se ele se adaptar ao grupo)].

Talvez meu clã seja das tias que jogam baralho aos sábados a noite, fazem jogadas honestas e conversas leves, tem cede de vitória, uma vitória em que não se ganha nada além de boas risadas.

Talvez meu clã seja virtual, com pessoas que jogam um jogo single player e apenas socializam sobre suas criações no jogo, que apenas refletem suas frustrações da vida que levam, como eu.

Já tentei encontrar, já tentei ser achada... Por enquanto nada.

O seu clã é um verdadeiro grupo do qual você faz parte, ou você é apenas um anexo nele?

Continuo minha busca, tem que ser perfeito, tem que ser pra mim!
E enquanto não acho, continuo visitando outras tribos, provando novos grupos pela busca do encaixe perfeito.

Eu necessito ter meu clã!