domingo, 30 de agosto de 2009

Sábado, 29 de agosto de 2009 às 22h 54min
Palácio Lilás – Alto dos Vales Valinhenses
Uma bela noite de sábado.

Uma coisa que me fascina é a amizade que tenho com algumas pessoas.
Tenho uma amiga maravilinda, que eu gosto demais, que já me recebeu na casa dela, que já me deixou fazer bagunça lá, e que está passando pela terrível fase do término de um namoro conto de fadas.
Eu tenho uma afeição muito grande por ela, na verdade, tenho grande afeição pelos meus amigos de longa data.
Ela namorava um cara que era maravilhoso, fazia ela super feliz, todos diziam que formavam um belo casal, mas a meia noite chega e nem sempre é a princesa que vira abóbora.
Ela está muito triste, como todas as mulheres que se apaixonam e depois se decepcionam.
Queria poder estar do lado dela. Poder chegar a casa dela com um grande pote de sorvete e um vinho bem bom.
Íamos falar mal do safado por algum tempo, xingaríamos ele, a mãe e todos de quem ele descende. Procuraríamos mil desculpas pra sua cachorrada, enquanto ela se desfaz em lágrimas.
Xingaríamos ele um pouco mais quando lembrássemos, que depois de tudo, ele ainda queria que a amizade continuasse.
Depois disso agente ia comer um sanduiche de queijo quente, pensar que tudo na vida passa...
Inclusive o batom se passa, então, passaríamos um batom e sairíamos pra dançar. Mentira, na verdade íamos sair pra beijar, ela ia beijar todos que visse pela frente, e, sem querer, comparar todos os beijos com o do, agora, ex-namorado.
Queria que agente saísse bem cedo da balada, passasse na padaria pra tomar leite e comer pão na chapa, com o sol quase aparecendo já. Trombaríamos com uns executivos que estariam de passagem pela padaria, mas estes já tinham dormido e estavam indo trabalhar. Íamos rir gostoso de ver as duas situações tão diferentes, a nossa e a deles.
Acordaríamos bem tarde e faríamos alguma coisa qualquer pra almoçar, bagunçando a cozinha, com o radio ligado, tentando lembrar as peripécias da noite.
Estaríamos juntas, ela ia poder chorar no meu colo depois do almoço, quando as coisas voltam a cair na real.
Mas mesmo assim estaria tudo bem, estaríamos juntas.

O tempo cura toda e qualquer dor de amor.

Sinto tanto em não poder estar com você nesse momento tão necessário.
Sinto-me tão inútil.
Mas semana que vem estarei aí e tudo será exatamente como o descrito.

d^.^b: This is me – Camp Rock Soudtrack

Meu logo do projeto da faculdade.

7 comentários:

Max Psycho disse...

Amizade, a gente até tenta cultiva-las, ams..... bjus minina

Carol Fonseca disse...

o que seria da vida da gente se não tivessemos amigos??
grande beijo

Andreas Ribeiro disse...

Amizades sinceras... poucas coisas são tão valiosas quanto isso!!!

mantenha-a sempre próxima ^^

Beijos

Andreas R.

Carla Martins disse...

Amigos são irmãos que a gente escolhe....acho essa frase linda e mega verdadeira!

Beijos!

Carla Martins disse...

Boa idéia! nme comecei a escreve-lo, mas qdo tiver pronto, farei isso sim! :)

Max Psycho disse...

Bjus gata

Brecho Juci disse...

Olá,

Novidades imperdíveis no Brechó Juci.

Calças da Carmim, Colcci, Blusas novas, lingeries.

Aproveite: www.brechojuci.com

Sucesso, e beijos