quinta-feira, 30 de abril de 2009

Quinta- feira, 30 de abril de 2009 às 03h33min.
Palácio Lilás – Vales Valinhenses

Li o post sobre a alergia da Dri Viaro e me inspirei para dividir com vocês sobre a minha!

Eu tenho uma alergia respiratória estranha, que só ataca às vezes, por alguns motivos ainda não identificados.
Ela se manifesta sempre quando tenho infecções na garganta que comprometem a respiração.
Fico alérgica a tudo, perfume, giz, qualquer cheiro mais forte, como hortelã, menta, eucalipto {tanto em bala, como chiclete e gel dental!}, tintas em geral, própolis, aquelas pomadas mentoladas descongestionantes nasais nem pensar, perfumes e desodorantes alheios também, entres outros cheiros.
E quando a alergia ataca, tenho que trocar até a pasta de dente, vê se pode?! Quando eu fico alérgica, fico praticamente morta, não consigo fazer nada, me esquece, me erra!
Essa alergia minha funciona assim, por ser respiratória, fica um incomodo na garganta, o que gera tosse quando o ar passa pela garganta, logo, me dá tosse só quando eu respiro!
Em uma dessas crises fui ao médico, na firma, mas não por causa da alergia em si, mas por causa da dor nos músculos da barriga por causa das contrações provocadas pelas tosses infinitas, que doíam até pra andar {Já cheguei a chorar por causa dessas dores, podem ser comparadas a cólicas fortíssimas!}.
Chegando ao consultório da clínico geral{clinico geral tem feminino? Clínica geral? Enfim...} dei uma tossidinha básica e a mulher entrou em choque e disse que eu tava muito mal, eu sabia que tava mal, mas ela me assustou! E pediu que me dessem uma injeção para aliviar a tosse, esquecendo que eu não estava lá por causa da tosse!
Mas tomei a injeção. Voltei à sala dela e ela receitou o remédio contra dores musculares. Por ser na firma, eles me deram o remédio lá no ambulatório e o enfermeiro mandou que eu voltasse ao trabalho, mas ainda tava com muita dor {e tosse!}.
As dores passaram após ficar uma hora deitada no banco do vestiário, com o conhecimento do chefe, é claro, se lembro-me bem, até tirei uma soneca.

No dia seguinte apareceram milhares de bolinhas vermelhas no meu pescoço que coçavam horrores, coisa que nunca ocorreu em outras vezes da alergia, então voltei à Dra.
Primeiro ela deu-me uma bronca porque eu não tinha dito que era alérgica ao medicamento da injeção {mas como eu ia saber!?}. Ela disse que era uma reação alérgica e que não tinha remédio, pois o medicamento estava no meu corpo e só seria totalmente expelido depois de 27 dias, que era o período de ação do remédio. E eu? Faço o que com a tosse incessante e com essa coceira desnecessária? A Dra. me aconselhou passar um hidratante refrescante para relaxar a pele e só. Não poderia fazer mais nada, a não ser esperar pelos vinte e sete dias!
A minha raiva era tamanha que vocês nem imaginam, quem teve a idéia de curar a tosse?
Comprei um hidratante de limão e resolvi fazer uns exames pra ver se descobria o motivo daquela alergia louca!
Fiz exame no pulmão, vários tipos. Fiz exame no nariz, vários deles. Até exame de sangue, que eu odeio! Passei por vários médicos, na firma, no hospital, mas não descobriram nada!
Cada médico passava um remédio diferente e nada resolvia, nem a tosse nem a irritação da garganta que piorava a cada tosse!
Um Dr. na firma disse a coisa mais coesa que já ouvi sobre a minha alergia, disse que era uma irritação brônquio-pulmonar e por causa de um desvio de septo e uma carne esponjosa que tenho no nariz. A ligação é a seguinte, o osso do nariz em S propicia a parada de resíduos {se é que me entendem!}, isso dificulta a minha respiração, e uma noite que durmo com dificuldades pra respirar pelo nariz faz com que eu respire pela boca, causando irritação na garganta, essa irritação me deixa sensível a cheiros fortes, comprometendo toda a minha via respiratória {por isso do brônquio-pulmonar!}, eu deveria evitar até de falar para não raspar a garganta!
Disse também que isso não tem remédio, pois meu corpo tem que se auto-recuperar!
É, simples assim, ele disse que não tem remédio porque não é uma infecção só na garganta, o que é bem mais simples de sarar, mas esse tipo de infecção nos brônquios só o corpo pode curar!
Fui à farmácia perto de casa e o dono, que é médico e farmacêutico, me passou um xarope para aliviar a coceira na garganta e uma pastilha para evitar que ficasse raspando.

Após uns dois meses alérgica, sarei!

Alergia estranha!
Médicos que não sabem de nada!
Remédios inúteis!
Nunca tinha visto uma caveirinha tão simpática!

E eu continuo evitar potenciais de risco da alergia:
Perfume, o mais suave possível.
Menta, hortelã e eucalipto só no gel dental, e ainda tenho que revezar com pastas sabor guaraná, frutas vermelhas, canela, etc.
Giz de lousa, nem pensar.
Evito pó em geral!
Mantenho distância de tinta, fazem até doer a minha cabeça!
E por ai segue a vida!

__________*__________

6 comentários:

Dri Viaro disse...

Nossa Carol, eu pensei que era só eu que tinha essas coisas misteriosas, vixe ,mas seu caso tá pior que o meu. Mas o pior ainda é que a gente fica de mãos atadas pq os médicos não sabem explicar diretamente o que temos, é igual qdo vamos num pronto socorro passando mal, eles dizem sempre: é virose...., blz mas virose de que, o que é virose?? é fogo, mas infelizmente temos que viver deste jeito, e ir tomando anti alergico qdo isso ataca né, fazer o que??
bjs linda, tenha um otimo feriado e fds


ah ja to te seguindo :)

Loira e Morena disse...

Q loucura essas alergias en! Graças a Deus tenho uma mas sei bem do é e assim tbm tento evita-la ao máximo!

Beijaooo da Morena|!

Cansada de ser boazinha disse...

Tb tenho tendências a ter alergias... te entendo muito!!!! Mas que médica incompetente, por isso não vou a médicos... hahahhaha
Bjos!

Crisenta disse...

Menina que dificuldade hein? Eu tenho sinusite e ja sofro horrores fico imaginando vc... Mais essa médica que te deu a vacina e uma incopetente a obrigação era dela de te perg se vc tinha alergia ou nao aos componetes da vacina! Dependendo do tipo de rearção alergica que vc podia ter, poderia ter sido bem pior... Beijos

Capreta disse...

A minha alergia, como disse no blog da Dri, é psicologica. Fico toda empolada. rs
Beeeijos Carol.

Fernando disse...

caralho! uhahuauhahu!

lembro das suas crises alérgicas. vc ficava literalmente podre.

e o creme de limão sem fim.


beeijo e até amanhã aí na roça!