sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

"MENINA, AQUIETE ESSE SEU RABO E CALA ESSA SUA BOCA GRANDE!"

Sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011 às 01h44min.

Preciso aprender a ficar na minha.
Muitas vezes é melhor fingir que não viu do que ver, e resolver opinar pra ajudar e tomar na 'tarraqueta' como já dizia Madame Nilza em seu blog.

Muitas vezes, milhões delas, eu falo e faço as coisas pensando no bem da outra pessoa, pra ajudar alguém que eu gosto, facilitar algo, adiantar, e só me lasco, porque a pessoa briga comigo e fala que eu não deveria ter feito e muitas vezes pede que eu desfaça.

É triste querer ajudar e só tomar bronca. Parece que as pessoas não acreditam que eu quero ajudar, e acham que pessoas boas não existem.

Isso me desmotiva tanto, isso me faz desacreditar que existam mais pessoas como eu.

Mas pelo visto, é sempre assim, fim trágico para pessoas de bem!

E que fique avisado, minha bondade agora terá um custo para os interessados, acho que me cansarei menos e as pessoas serão menos ingratas, porque no que se paga se vê valor, já o que é de graça num vale nada.

Sinto muito pelo mundo ser assim.
E estou cansada demais pra continuar a tentar mudar...

__________*__________

Depois da minha crise de Cansada de ser Boazinha vem a calma.
Tenho uma reunião na empresa nova em menos de seis horas.
Mas como dormi de tarde, acho que aguentarei firme.

To com alguns planos novos pra minha vida nessa nova fase.
Depois que esse primeiro passo der certo, tenho algumas atitudes a tomar.
Estou levemente cansada dos meus pais e da minha irmã, morar com eles me desgasta.

Acho que o talento deles pra pegar no meu pé e implicar com tudo é o máximo.
Se eu to na boa, sozinha no meu quarto, passa um e implica do porquê eu estou sentada no computador com o carregador do celular no colo. Ai já vem aquele bombardeio de falatório: "Que isso? Um carregador? Que tá fazendo com esse carregador? Vai guardar! Num sei porque não guarda na hora que termina de usar? Você nem tem um lugar certo pra guardar isso, deixa sempre por aí! {Ai começa generalizar, enquanto isso eu só tive vez pra dizer "aham."}Você é muito desorganizada! Você nunca guarda as coisas nos lugares certos. E fica aí, o dia todo nesse computador. {essa palavra varia entre livro/cama/quarto/sofá/fora exemplos a seguir.} Vai, guarda isso, e aproveita e guarda aquilo, e faça isso, e faça aquilo. E falando nisso, você já resolveu isso? E aquilo? E pagou isso? E aquilo? ..."

E quando é me dado um tempo pra responder já perdi a coragem e digo apenas "é...".
Cansei de discutir e brigar. Quer falar fale, mas saiba que eu estou cansada de ouvir.
Faço o que acho que devo. Se alguma coisa está em determinado lugar, é porque precisei dela ali e não lá. É porque trouxe ou vou levar pra algum lugar. Me deixa! Deixa minhas coisas.

São coisas poucas mas que é sempre e me cansa.
Tipo a frase preferida do meu pai:
Você fica o dia todo nesse computador. Saí daí! Vai fazer alguma coisa.
Mas isso se repete pra todas as coisas:
Você fica o dia todo mergulhada nesse livro. Saí daí! Vai fazer alguma coisa.
Saí desse sofá, desliga essa televisao, vai fazer alguma coisa!
Saí desse quarto, pára de ficar ai {estudando!} sozinha, vai fazer alguma coisa!
Saí dessa cozinha, vai fazer alguma coisa!
Não posso ficar em lugar algum, nem fazer nada, que eu recebo a ordem pra ir fazer outra coisa, mas caramba, é a minha vida!

Detalhe: Daí quando saio: "Você não pára em casa, parece que não tem família."

Estudar, ficar no computador, me alimentar, ler livros, ver um filme, mexer com as minhas fotos, mexer com meus cd's, escrever, trabalhar em algum projetinho meu, comprar as minhas coisas, passear um pouco, isso que eu nem tenho tanto tempo assim!
Não posso ficar em casa que já logo vem a vigilância me orientar do que não fazer.
Não posso sair de casa que já vem logo a vigilância me questionar.

Sei lá, tem dias que estou cansada, quero dormir um pouco, mas não: "Levanta dessa cama, faz alguma coisa!" Aloooooou, eu tenho algumas necessidades!
E depois ainda ficam falando "Nossa, só dorme. Nossa, só come. Nossa, só fica no computador. Nossa, só lê. Nossa, num pára em casa."
É, são bastante coisas.
Eu trabalho! E faço curso! E pago as minhas contas! E ainda tomo banho! O que mais?

Acho que eu preciso de um tempo sem meus pais, talvez até o fim a minha vida só já seja suficiente!
Visitas é suficiente.
Estou cansada de tanta confusão, tanta briga, porque quando não é comigo é com a outra filha deles, e esta briga!
Como já disse minha irmã, já estou quase nos trinta e ainda não saí da casa dos meus pais, eu deveria me envergonhar!
E me envergonho mesmo.

Preciso ser mais firme nas minhas decisões frente a eles, coisa que não fui no passado e por isso ainda moro com eles.

Faça isso, faça aquilo, faça assim, faça assado!

Tem coisas que já disse que NÃO vou fazer e mesmo assim sou cobrada por isso.
Coisas que eu não quero ter que me preocupar, mas eles insistem nessas bobagens.

Quero uma vida mais leve, mais livre. To presa demais aqui.

To rebelde e chata! Desculpe!

Leo!

Um comentário:

Ju Poggi disse...

Caracas... estamos num momento sintonia! kkk

Eu revoltei com o mundo e não falo mais com gente desagradavel...
Mas por favor continue boazinha comigooo... eu tbm quero um mundo melhor mais ninguem me entende...
depois que eu fizer a mala e ir morar num buraco vão falar que eu que sou louca!

Mas se a coisa tiver feia por ai eu te adoto, a lista de gente q ñ trabalha, ñ faz curso, ñ paga contas e tem higiene questionavel cresce constantemente! kkk

bjus kbça, acho que a gente precisa fazer Boxe pra desistressar!