segunda-feira, 13 de julho de 2009

Segunda- feira, 13 de julho de 2009 às 14h 53min.
Palácio Lilás – Vales Valinhenses

O que é ética pra você?
Ética é uma palavra muito usada por todos, isso é antiético. Cadê a sua ética? Você não tem ética?
Muitas vezes ela vem acompanhada da palavra moral.
Porém, fazer uma definição exata da palavra ética é mais complicado do que se pode imaginar.
Muitas pessoas dizem que ética é são os princípios do próprio sujeito e moral podem ser os princípios impostos e julgados pela sociedade.
Nosso querido pai dos burros, Grande Aurélio, define ética da seguinte forma:
Estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo absoluto.
Observa-se que é uma definição bem abrangente que chega ser confusa, traduzindo em nada a nossa palavra.
Só pra constar, como eu havia citado antes, segue a definição de moral, porém ela pouco nos importa agora, pois hoje é dia de discutir a ética:
Conjunto de regras de conduta consideradas como válidas, quer de modo absoluto para qualquer tempo ou lugar, quer para grupo ou pessoa determinada.
Meu professor de Legislação da faculdade passou um texto sobre ética que me fez compreender a verdadeira definição da palavra de uma forma simples e compacta.
Vou resumir o texto.


__________*__________


“Um garoto e o pai foram pescar no cais próximo ao chalé da família, numa ilha que ficava em meio a um lago.
A temporada de pesca só começaria no dia seguinte, mas pai e filho saíram no fim da tarde para pegar apenas peixes cuja captura estava liberada.
O menino pescou alguma coisa, o pai olhava com admiração, enquanto o garoto habilmente, e com muito cuidado, erguia o peixe exausto da água.
Era o maior que já tinha visto, porém sua pesca só era permitida na temporada.
O garoto e o pai olharam para o peixe, tão bonito, as guelras movendo para trás e para frente.
O pai olhou no relógio, pouco mais de dez da noite...
Ainda faltavam quase duas horas para a abertura da temporada de pesca daquele peixe enorme.
O pai disse ao filho que ele deveria devolver o peixe na água, pois ainda não estava aberta a temporada.
O menino resmungou:
-Mas é o maior peixe que eu já pesquei!
O pai argumentou:
-Vai surgir outro.
O menino olhou em volta e não havia ninguém por perto, nem um barco, nem um pescador, estavam apenas os dois, então o menino choramingou:
-Pai, ele é tão bonito, tão grande, tão fantástico...
O pai mostrou-se inflexível, a decisão já havia sido tomada.
O menino, então, devolveu o peixe na água com cuidado e o peixe desapareceu em segundos.
Isso aconteceu há trinta e quatro anos. Hoje, o garoto é um arquiteto bem-sucedido.
O chalé continua lá, na ilha em meio ao lago, e ele leva seus filhos para pescar no mesmo cais.
Mas ele nunca mais conseguiu pescar um peixe tão maravilhoso como o daquela noite.
Porém, sempre vê o mesmo peixe todas as vezes que depara com uma questão ética.
Porque, como o pai lhe ensinou, a ética é simplesmente uma questão de CERTO e ERRADO.
Agir corretamente, quando se está sendo observado, é uma coisa.
A ética, porém, está em agir corretamente quando ninguém está nos observando.
Essa conduta reta só é possível quando, desde criança, aprendeu-se a devolver o PEIXE À ÁGUA.”

Uma Pescaria Inesquecível - James P. Lenfestey.
Do livro Histórias para Aquecer o Coração dos Pais.

__________*__________


Tudo se resume em poucas palavras:
Ética é fazer o certo até quando ninguém está olhando!
Simples assim.
Reflita.

Boa semana a nós.

3 comentários:

Loira e Morena disse...

Falou e disse en Menina!

Beijaooo da Morena!

Carla Martins disse...

Falou tudo!!! Bom meio de semana pra vc!

beijos!

Carol Fonseca disse...

eita!
um tapa de luvas em muita gente!!
beijão