quarta-feira, 2 de março de 2011

2 de Março de 2011 às 21h10min.


Tear - © Yanc | Dreamstime.com

Me deprime.
Me derruba.
E depois reza por mim!


Eu não sei o que está acontecendo na minha casa. Tá tudo bagunçado e invertido.
Antes eu tinha problemas com o meu pai, mas eram nossos pontos de vista, nossos gênios que não se batem, era só isso. Mas ultimamente minha mãe anda pegando demais no meu pé por tudo, agora são os dois.
Até a minha irmã já reparou e disse “Eu não agüento mais os pais pegando no seu pé!”
Falando mil coisas totalmente sem necessidade, parece que estão querendo me provocar, eu sempre abaixando a cabeça.
Mas hoje perdi a paciência. E eu nunca fui tratada tão mal na minha vida pela minha mãe.
Não posso dizer nada, contar nada, nem comentar nada que já estão esperando pra brigar comigos, me criticar ou me repreender, ou ainda brigar comigo por coisas que eu já disse que não vou fazer.
Eu to tão cansada.
Tão arrasada.

Ontem eu comentei uns negócios que aconteceu com a minha vizinha e coisas que ela contou, ai já vieram brigando.
Brigam comigo quando eu acredito nas pessoas e brigam comigo quando eu não acredito, é ótimo, não precisa nem ter motivo.
Tudo começou porque a minha vizinha {Lucy} metia o pau na minha outra vizinha {Eva} porque ela era uma safada e saia com homem casado. Só que a essa minha vizinha Eva falou que a Lucy também já tinha metido o pau em mim {até porque teve aquele fato que eu saí com o cara casado, mas que eu não sabia que o ser era casado e foi a Lucy quem me contou}.
Daí ela está toda saliente com o motorista que faz a linha do meu bairro, contou umas balelas que eu não acreditei, e deu até presente pra ele. Mas como eu num sou de ficar falando por trás, na hora que ela falou que deu comida de presente pro motorista eu já logo perguntei em alto e bom som “Mas ele não é CASADO!?!?!”. Ai ela desconversou.
Comentei isso em casa, sem querer {por causa da minha boca extremamente grande!}, ai todo mundo falou um monte pra mim. Porque eu fico falando isso pra Lucy, ai eu falei que ela mete o pau nos outros e tá fazendo igual, eu num acho certo e falei mesmo que ele era casado na cara dela. Mas ninguém daqui de casa sabe de tudo isso, ai falaram que eu não podia ficar julgando a Lucy, e nem confiar mais na Eva do que na outra e mais um monte de blá blá blá. MAS ELES NÃO SABEM O QUE ELA FALOU DE MIM! Daí eu falei que a Lucy já tinha ido falar mal pra Eva, de mim.
Ai veio mais um monte de críticas de porque eu acreditava mais na Eva e blá. {zilhões de pegação no meu pé desnecessária, pois se os meus pais {PAI E MÃE!} queriam apenas me repreender, deviam ter parado depois de me chamar de fofoqueira, que eu a entender o recado.}
Antes era só meu pai que ficava brigando comigo por causa disso, mas parece-me que eles inverteram os papéis.
Porque agora é meu pai que corta as discussões e minha mãe continua.
Enfim, eu fiquei quieta e pronto.
Mas pouco depois a minha mãe veio falar de outras coisas, nem sei como ela começou o assunto, não me lembro, e me fez umas perguntas em relação ao meu namorado que eu fiquei pasma, me fez umas hipóteses querendo saber se eu largava ele, o porquê e por quem!
PUTA QUE PARIU! EU AMO MEU NAMORADO, NINGUÉM MAIS ME INTERESSA!
Ai eu respirei fundo e disse apenas que era dele que eu gostava e com ele que eu queria ficar.
Não satisfeita ela veio colocando mais lenha na fogueira, me questionando que e se ele fizesse alguma besteira?
Ai eu falei, “se ele fizer uma grande besteira eu largo ele ué!”
E ela não satisfeita “Então você num gosta de verdade, nem tanto assim dele.”
Eu já sem paciência chutei o balde, mas com calma: “É, pensando bem, eu não vou largar dele não. Até porque mulher que apanha do marido fica falada e se separa, mas mulher que caí da escada fica casada! Se eu aparecer toda roxa, lembre-se caí da escada!”
Ela ficou ainda dizendo alguma coisa, mas eu saí fora.

Daí hoje foi só eu colocar os pés na cozinha na hora que cheguei que já começaram meter o pau em mim.
Por causa de um lance do ônibus, que tinha fila e ia lotar, e eu não fiquei na fila e entrei na boa no ônibus antes de todos.
PUTA QUE PARIU! FAZEM 21 ANOS QUE EU SOU FOLGADA E TODO MUNDO SABE, E AINDA NÃO MORRI, NEM TOMEI UM TIRO POR ISSO!
Mas vieram falar que isso tava errado e que eu ia arrumar briga por causa disso, detalhe que eu não sentei no ônibus, apenas fiquei de pé do lado de dentro antes dos demais.
Nessa hora eu já tinha perdido a calma, e pra não contrariar, o que era terrível e sempre acabava em gritos, resolvi adotar a estratégia do sarcasmo há algum tempo.
Ai eu falei: “Gente, não se preocupem, se alguém quisesse brigar eu brigava, ia sair com o nariz quebrado e beleza. Já tava pronta pra brigar mesmo, não seria problema.”
Mas como meus pais não me conhecem falaram várias: “Você é louca. Num pode ficar procurando briga, você vai apanhar na rua, você ainda vai se ferrar com essas coisas, e blá blá blá.”
Ouvi tudo e me calei.
Ai no meio do silêncio que reinava, minha mãe não se agüentou e disse: “Tá vendo, por isso a Lucy fala mal de você. Olha como você é!”
{Lucy a anja divina!}
{A pior filha do mundo pede desculpas. ¬¬}
Ai o sacasmo tomou conta e eu falei: “Nossa, nadas a ver! A Lucy nunca falaria mal de mim. Minha melhor amiga!”
Minha mãe claro, jogou na minha cara: “Mas ontem você não disse isso dela.”
Minha irmã, essa sim um anjo, ddeu a dica do fim: “Acho que ela foi sarcástica.”
Mas minha mãe ainda queria me lembrar do que eu tinha dito da Lucy ontem. Meu pai levantou a voz e disse chega!
Mas a mãe continuou: “Vou lembrar bem pra ela o que ela disse: ontem você falou que a Lucy, não prestava, e falava mal de você, e você preferia confiar na Eva do que na Lucy.”
Nesse ponto eu já tinha perdido a paciência, e também a razão, mas jamais gritando ou dizendo algo que eu não queria dizer ou que eu me arrependesse depois: “Jamais falaria mal da Lucy. Ela é minha amiga!”
Meu pai abriu a boca pra falar, mas minha mãe cortou e disse: “Cretina!”
Me levantei, com calma, peguei meu prato e me retirei da mesa.
Vim pro meu quarto, fechei a porta e desabei.
A comida nem foi mais tocada e eu coloquei na marmita pra levar amanhã.
Meu coração acabado, não paro de pensar porque estão fazendo isso comigo, e pra quê?!
Se era pra aumentar a minha vontade de sair de casa, objetivo atingido com êxito!
Por um momento achei besteira eu ter ligado pro dono da casa à venda, mas depois disso, foi bom eu ter ligado, me arrependi de não ter marcado pra fazer uma proposta pra ele.
Ainda mais, o pai deve ter brigado com a mãe, porque ouvi vozes altas vindo da cozinha, e acho que ele fez ela vir aqui se desculpar.
Não queria olhar na cara deles, disse que eu não queria abrir e que precisava ficar sozinha, mas meu pai foi autoritário e mandou que eu abrisse.
Ela pediu desculpas. Ela tava chorando.
Mas do que adianta?
Exatamente como meu pai: primeiro fala tudo que acha e tudo que pensa e depois pede desculpas como se tudo fosse ficar bem.
Mas tudo que se diz, ainda mais sem pensar na hora de uma discussão, reflete o que a pessoa pensa, e isso eu não consigo deixar pra lá. Tudo que digo, digo porque quero, porque sinto e porque penso. E não me arrependo do que eu disse depois que as pessoas choram.
Fiquei quieta, nem disse se desculpava o não, apenas pedi permissão pra fechar a porta.
Me sinto cada vez mais distante desta família que eu chamava de minha, cada vez mais intrusa nessa casa.
Meu pai voltou minutos depois para me mandar abrir a porta e pedir desculpas, eu disse “Pode ser depois?” Mas sinceramente, não estou com a mínima vontade de pedir desculpas, e se eu pedir, soará extremamente falso, porque eu não me arrependo de nada do que disse.
Não xinguei ninguém e não disse nada que não diria se não tivesse ficado nervosa, logo, não vejo motivos pra pedir desculpas.
Mas aqui em casa, fácil é insultar e chatear, e depois pedir perdão.
Eu não sei o que fazer.
E a cada dia que passa eu vejo que fico pior. Que tudo que eu tento melhorar vai pelo ralo toda vez que meus pais incentivam uma briga aqui dentro.
Me sinto melhor do lado de fora.
Eu deveria ter saído.
Meu porto mais seguro foi para o fundo do mar, destruído e acabado.
Tem coisas que não tem como refazer.
Os incomodados que se mudem, e eu vou me mudar!

Fico ainda mais triste em saber que não tenho pra onde ir... Não tenho como sair desse poço em que eu entrei.
E todos esses vinte e um anos eu fiz o que eles queriam: o senai, a faculdade de qualquer coisa, o curso de inglês, os empregos, a mudança.
Tudo porque eles me comparavam com alguém melhor e eu sou sempre a inútil e sem talento.
Minha irmã é rebelde, mas ela desenha bem, gosta de inglês, faz francês, fala alemão e russo, quer isso, quer aquilo, quer ser estilista, quer ser médica, quer ser cabelereira, quer ser emfermeira, tem dom pra tudo.
E eu fiz uma faculdade que os pais nem sabem o curso, muito menos pra que serve, muito menos o motivo pelo qual eu escolhi qualquer coisa.
Não posso nem dizer pra minha família que sou bruxa, uma wicca, porque gera o caos e o terror, se digo, digo bobagens e sou ameaçada, serei mandada novamente pro resgate. Mas eles não fazem questão de entender o que sou. Continuam acreditando no Walt Disney.

Estou me afogando no meu próprio veneno.

Não sei quando terei ânimo pra escrever novamente.
E seja lá quem for que leia, julgue-me, fiquem à vontade pra falar mal do meu comportamento e da minha atitude, eu me fecho no meu mundinho nesse momento, o meu mundo é todo errado, mas é meu.

Essa letra maldita foi especialmente pensada para desmotivar possiveis leitores. Não quero que queiram ler sobre essas partes derrotadas da minha vida.

"É, eu sou um filho ruim...
Não uso drogas, não tenho filhos aos 15, não chego tarde em casa, não cometo crimes, não xingo na frente dos meus pais. Não chego bêbado em casa, não pego dinheiro dos meus pais escondidos, nunca repeti de ano e quase não mato aula. Terminei o colégio, fiz até faculdade, trabalho, pago minhas contas. Agora, deixei de lavar 2 pratos, não arrumo meu quarto como querem, passo algumas horas no computador, chove xingamentos e gritos e sou comparado com o filho de todo mundo. Tá infeliz? Adota o filho de fulano, que quando ouvir o primeiro grito, vai mandar se fuder. Mas deve ser melhor que eu, já que sou um filho tão ruim."

Texto adaptado.

Deixo apenas uma dica: Pensem antes de falar independente do eu aconteça e sejam verdadeiros no que pensam, fazer, dizem e sentem, pra não decepcionarem ninguém de forma tão brutal e chocante.

A palavra quase dita, se não dita, mas sentida, existirá.

4 comentários:

*AnyCat* disse...

Minha Linda Lady Caos... geralmente, me ponho somente na posição de leitora de seus posts que tanto me inspiram, mas florzinha hoje lendo seu post/desabafo, não pude me conter, mais uma vez me vi na sua situção, e não consegui só assistir e ficar calada... voce aparenta ser uma pessoa cheia de energia super gracinha, e num merece ser tratada como esta sendo, saiba que muuito do q vc ta passando agora com 21 , eu ja passei em algum passado num muito distante e só tenho 17... e me identifico mais uma vez com voce , descobri que voce é wicca assim como eu ^^ , e sabe o que sinto?? que voce não é uma intrusa no seu ambiente, mas esta se sentindo assim, por ser uma pessoa tão iluminada com energias boas, quando uma pessoa como vc esta beem, logo vem as energias negativas pra tentarem te puxar pra baixo, e nessa hora vc tem que mostrar o quanto vc é forte, mesmo que seus pais estejam te deixando tão triste saiba que provavelmente, eles não são os responsáveis por isso!!!
Parece meio óbvio, mas axu que sua casa esta precisando de uma purificação de ambiente, assim como eu fiz na minha casa quando o bicho tava pegando de verdade...
E te peço, por favor, não se renda, mostre que vc é mais forte, mostre que voce é capaz de lutar de cabeça erguida... e sempre que sentir abandonada e vulnerável, visualize uma luz branca te aquecendo e voce estará protegida... talvez meu comentário neem te ajude a ficar melhor numa situação tão tensa quanto a sua, mas só queria que voce soubesse, que além da sua gordinha e do seu consorte, ainda há pessoas que se importam com vc.. e que só querem seu beem ^^

Bjoo e um bater de asas rosas By:...*AnyCat*...

*AnyCat* disse...

Minha Linda Lady Caos... geralmente, me ponho somente na posição de leitora de seus posts que tanto me inspiram, mas florzinha hoje lendo seu post/desabafo, não pude me conter, mais uma vez me vi na sua situção, e não consegui só assistir e ficar calada... voce aparenta ser uma pessoa cheia de energia super gracinha, e num merece ser tratada como esta sendo, saiba que muuito do q vc ta passando agora com 21 , eu ja passei em algum passado num muito distante e só tenho 17... e me identifico mais uma vez com voce , descobri que voce é wicca assim como eu ^^ , e sabe o que sinto?? que voce não é uma intrusa no seu ambiente, mas esta se sentindo assim, por ser uma pessoa tão iluminada com energias boas, quando uma pessoa como vc esta beem, logo vem as energias negativas pra tentarem te puxar pra baixo, e nessa hora vc tem que mostrar o quanto vc é forte, mesmo que seus pais estejam te deixando tão triste saiba que provavelmente, eles não são os responsáveis por isso!!!
Parece meio óbvio, mas axu que sua casa esta precisando de uma purificação de ambiente, assim como eu fiz na minha casa quando o bicho tava pegando de verdade...
E te peço, por favor, não se renda, mostre que vc é mais forte, mostre que voce é capaz de lutar de cabeça erguida... e sempre que sentir abandonada e vulnerável, visualize uma luz branca te aquecendo e voce estará protegida... talvez meu comentário neem te ajude a ficar melhor numa situação tão tensa quanto a sua, mas só queria que voce soubesse, que além da sua gordinha e do seu consorte, ainda há pessoas que se importam com vc.. e que só querem seu beem ^^

Bjoo e um bater de asas rosas By:...*AnyCat*...

Li disse...

Juro que tentei... mas não consegui ler! Confesso que minha "idade" já não me permite estas extravagâncias!
Beijinhos
Li

Ju Poggi a.k.a. JotaPluftz disse...

Posso morar no quartinho dos fundos pra onde vc mudar???
família é um caos...chega uma hora que a casa fica pequena e td que a gente quer é entrar em baixo da cama! enfim...espero q as coisas melhorem por ai, se precisar to aki!
bjs kbça!